Alterações climáticas

Alterações climáticas

 O aniversário do meu filho mais velho é em Fevereiro o que nos causa algum transtorno pois nunca sabemos como organizar a festa, organizei, quando ele fez 9 anos uma festa no Monsanto onde as actividades eram feitas ao ar livre, com caça ao tesouro e outras brincadeiras acompanhados por duas monitoras o lanche fui eu que levei de casa e coloquei nas mesas existentes no parque, estavam as crianças divertidíssimas nas actividades começa o céu a ficar cheio de nuvens a sorte foi a compreensão das monitoras pois abriram uma sala para eu puder realizar o lanche então mas e as actividades? Perguntava-me eu. Não houve qualquer problema elas estavam prevenidas e tinham actividades alternativas dentro daquela pequena casa.

 

“As marmotas do Colorado estão mais gordas e a culpa é das alterações climáticas

Lembram-se do “Feitiço do Tempo”? O filme onde Bill Murray acorda vezes sem conta na Pensilvânia no dia de Fevereiro em que a marmota da localidade de Punxsutawney sai da toca para prever se o Inverno vai continuar nas próximas seis semanas. Um estudo publicado na Nature parece avisar que o clima faz com que os Invernos sejam mais curtos mais curtos, o que obriga o roedor a abandonar a toca mais cedo.”

Fonte:http://ecosfera.publico.pt/biodiversidade/Details/as-marmotas-do-colorado-estao-mais-gordas-e-a-culpa-e-das-alteracoes-climaticas_1448267

Também nos animais as alterações climáticas tem um grande efeito negativo, neste estudo realizado nas marmotas em Punxsutawney, foi detectado que existia uma grande alteração no peso. Concluíram que o aquecimento resultou num degelo da neve cada vez mais cedo o que significa que as plantas aparecem mais cedo e as marmotas saem mais cedo da hibernação, por outro lado também detectaram mais mortes entre as marmotas pois como o calor permanece muito tempo as plantas secam e estas não tendo com o que se alimentar acabam por morrer. Quando este problema já atinge o ecossistema, poderá dentro em breve não só acabar por colocar os animais em vias de extinção como em perigo o ser humano.

Assisti ao documentário realizado por Al Gore, onde ele fala sobre o aquecimento global e de como todos nós devemos agir para contribuir para um planeta melhor, verifica-se que o planeta está em mudança, que existe mais lixo, mais ruído, mais fumos venenosos na atmosfera, mais vagas de calor, incêndios e outras catástrofes naturais, com todas esta mudanças estamos a permitir que o dióxido de carbono destruas os glaciares, elevando assim o nível médio dos mares, causando inundações desastrosas e desertificando terras. Neste documentário podemos ver exemplos disto mesmo, como por exemplo o monte Kilimanjaro que praticamente já não tem neve, os glaciares dos Alpes estão a desaparecer entre outros. Todos nós deveríamos ter um papel mais activo para lutar contra o aquecimento global, pequenos gestos do nosso quotidiano podem fazer toda a diferença, só é necessário que tenhamos consciência que se não o fizermos o nosso fim está mais perto do que julgamos, podemos por exemplo:

·         Trocar as lâmpadas incandescentes por fluorescentes (as lâmpadas fluorescentes gastam 60% menos energia que uma lâmpada incandescente, economizando 136kg de gás carbónico anualmente.

·         Ter atenção e comprar electrodomésticos de baixo consumo (devem ter o selo Procel no caso de nacionais ou energy star no caso de importados.

·         Evite usar a máquina de secar roupa (economizará 317kg de gás carbónico se estender a roupa durante metade do ano ao invés de usar a máquina.

·         Plante uma árvore (uma arvore absorve uma tonelada de gás carbónico durante a sua vida.

 

Preocupa-me a má utilização da energia e da água. No meu dia-a-dia, sempre tentei ter alguns cuidados, mas foi ao visitar a casa eficiente, que esteve em exposição no Parque das Nações, que me deixou mais atenta a certos gestos que fazia inconscientemente. Há pequenos gestos que ainda não alterei, mas no que me é possível tento fazer o meu melhor. A “Casa Eficiente NGC by EDP”, é um projecto ambiental do Nacional Geographic Channel, para divulgar a eficiência energética e outras medidas ecológicas que, passando da consciência à acção, podem transformar Portugal (e o planeta Terra) num país mais sustentável. O objectivo da apresentação desta casa, foi sensibilizar a população para as questões ambientais, nomeadamente para pequenas alterações comportamentais que podem ser implementadas na nossa rotina doméstica. Demonstrar como é possível fazer a diferença através de pequenos gestos, no dia-a-dia e sem perder o conforto da nossa casa.

 

ESPAÇO EXTERIOR

 

·         Cor da casa – Em zonas de muito calor, dar preferência a cores claras na pintura de fachadas e coberturas.

·         Orientação solar – A fachada principal da casa deve estar virada a sul e conter a maior área de envidraçados.

·         Jardim – Reutilizar água para regar o jardim. Pode usar água de lavar fruta/legumes, ou a água que recolhe do duche enquanto espera que a mesma aqueça.

      ESPAÇO INTERIOR

SALA

 

·         Iluminação – Substituir as lâmpadas incandescentes clássicas por lâmpadas de baixo consumo ou economizadoras. 

 

    Procedendo a uma comparação entre uma lâmpada incandescente e uma fluorescente compacta capaz de fornecer iguais condições de iluminação. As condições para a comparação foram o funcionamento durante quatro horas por dia, num período de três anos. Os resultados da comparação podem ser consultados na tabela seguinte.

  

 

Incandescente

Florescente Compacta

 

Potência

100 W

23 W

 

Preço de compra

€ 1,50

€ 6,00

 

Tempo de vida

1000 Horas

10000 Horas

 

Custo das lâmpadas (com a substituição por avaria)

€ 10,50

€ 6,00

 

Custo com electricidade (em 3 anos)

€ 39,33

€ 9,05

 

Custo total em 3 anos

49,80

15,04

 

 

·         Janelas – Se possível instale janelas de elevado desempenho térmico.

·         TV e equipamento audiovisuais – Desligue a televisão no botão e não apenas no comando. O standby power é a energia consumida pelos vários equipamentos quando estes se encontram em modo de standby ou mesmo quando estão desligados. Este facto fica-se a dever, entre outras razões, à presença de determinados dispositivos eléctricos que apresentam consumo em vazio. A sua casa pode estar a consumir cerca de €10 a €50 por ano desnecessariamente.

 

·         Carregador de telemóvel – Não deixe o carregador de telemóvel ligado à tomada depois de carregado.

 

COZINHA

 

·         Máquina da loiça – Utilize a carga máxima indicada pelo fabricante, e um programa económico e de baixa temperatura.

·         Máquina lavar roupa – Na compra do equipamento escolha o que é mais classificado como o mais eficiente energeticamente. (classe A)

·         Máquina secar roupa – Sempre que possível, utilize o programa “para passar a ferro” que não seca a roupa completamente.

·         Forno – Apague o forno um pouco antes de acabar de cozinhar, o calor residual será suficiente para acabar o processo.

·         Microondas – Utilize o microondas na confecção de refeições ligeiras, constitui uma boa alternativa ao fogão e ao forno. Pode ajudar a reduzir cerca de 70% da energia utilizada.

·         Frigorífico e combinado – Evite abrir desnecessariamente a porta e, quando o fizer seja rápido. 20% do consumo destes equipamentos, deve-se à abertura de portas.

·         Torradeira – Depois de utilizar a torradeira, desligue-a da tomada eléctrica.

·         Lava-loiça – Use a máquina de lavar em vez de lavar à mão. Poupa mais de 45 litros de água por cada carga.

·         Fogão – Procure utilizar recipientes cuja base seja superior à do bico do fogão, de modo a aproveitar ao máximo o calor.

·         Ferro de engomar – Aproveite o aquecimento do ferro de engomar e utilize-o quando houver uma grande quantidade de roupa para passar, aproveitando o aquecimento do mesmo.

·         Resíduos – Sempre que possível, proceda à separação dos diferentes lixos.

 

QUARTO

 

·         Climatização e isolamento – Antes de comprar um aparelho de climatização, isole a sua casa convenientemente e escolha um equipamento com potência adequada.

·         Ar condicionado – Opte por sistemas que permitam aquecer e arrefecer o ar.

 

 

CASA DE BANHO

 

·         Chuveiro – Tome duches rápidos e evite banhos de emersão.

·         Autoclismo – Coloque um economizador de água nos autoclismos antigos para poupar 3 litros de água em cada descarga.

·         Aquecedor de toalhas – No verão não ligue o aquecimento de toalhas, coloque as toalhas a secar no estendal.

·         Produtos de higiene – Opte por produtos de tamanho familiar, reduzindo assim o numero de embalagens individuais.

·         Escova de dentes – Feche a torneira quando está a lavar os dentes, uma torneira aberta no lavatório pode gastar 9 litros de água por minuto.

 

 Fonte: http://www.natgeo.pt/casa-eficiente

 

A etiqueta energética pode ser encontrada no exterior da maior parte dos electrodomésticos, frigoríficos, arcas congeladoras, máquinas de lavar loiça e roupa, fornos eléctricos e até nas lâmpadas.

 

 Esta mostra a designação, marca do fabricante e modelo a classe da eficiência energética o consumo anual de energia (kwh) o nível de ruído e a bandeira europeia