Exposição

Exposição

Os meus tempos livres são passados com os meus filhos, passeamos muitas vezes, geralmente ao ar livre para que eles possam correr, saltar, brincar, vamos a parques infantis eles divertem-se muito e interagem com outras crianças e eu delicio-me a olhar para a felicidade deles, levo-os também a conhecer museus considero a nossa história muito importante, bonita e interessante e tento passar esses valores para eles. Levei-os ao museu da criança o tema na altura era “O Medo” tratava-se de tentar que as crianças ultrapassassem alguns medos, atravessar dentro de um túnel escuro, passar pelo consultório de um dentista, atravessar um túnel forrado com várias texturas e no final da visita foram feitas pinturas faciais às crianças.

Fomos também a uma exposição sobre Frida Kahlo no Centro Cultural de Belém, achei a exposição interessante, uma história de vida muito bem representada nos seus quadros, cá fora recrearam para as crianças a vida de Frida Kahlo, fazendo penteados idênticos aos dela, pinturas faciais e contavam a história da sua vida de uma forma mais suave e as crianças adoraram. Frida Kahlo (1907-1954), era uma pintora mexicana que realizou principalmente auto-retratos, utilizando uma fantasia e estilo inspirados na arte popular do seu país. Começou a sofrer muito cedo, aos seis anos, contrai poliomielite, o que a deixou com uma lesão no pé direito, mais tarde sofreu um acidente, o autocarro onde ela viajava bateu com um comboio,                                                                                                                                                     

 

  deixando-a com graves lesões na coluna, Frida usou vários coletes ortopédicos durante a sua recuperação. Devido a este acidente, fez várias cirurgias e ficou muito tempo acamada, e foi então que começou a pintar, mesmo sentindo tanta dor, nunca teve medo de viver e auto-retratou-se da forma que ela via a vida, como ela dizia “Pensaram que eu era surrealista, mas nunca fui, nunca pintei sonhos, só pintei a minha própria realidade.”

      Fonte: http://forum.jokerartgallery.com/index.php?Topic=84.0